Nov 16, 2018 Última Atualização em: 2:57 PM, Nov 14, 2018

Aposentados, pensionistas e beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começam a receber a segunda parcela do 13º salário a partir do dia 26 de novembro (segunda-feira).

O depósito do abono de Natal segue o calendário de pagamento de benefícios que se prolonga até o dia 7 de setembro. 

A primeira parcela já foi paga entre os meses de agosto e setembro. 

No entanto, é importa lembrar que a data do pagamento varia segundo o valor recebido e também o número final do benefício, excluindo o dígito verificador.

Para quem ganha até um salário mínimo (R$ 954)

Final 1: recebe em 26/11

Final 2: recebe em 27/11

Final 3: recebe em 28/11

Final 4: recebe em 29/11

Final 5: recebe em 30/11

Final 6: recebe em 3/12

Final 7: recebe em 4/12

Final 8: recebe em 5/12

Final 9: recebe em 6/12

Final 0: recebe em 7/12

Para quem ganha acima de um salário mínimo (mais de R$ 954)

finais 1 e 6: recebem em 3/12

finais 2 e 7: recebem em 4/12

finais 3 e 8: recebem em 5/12

finais 4 e 9: recebem em 6/12

finais 5 e 0: recebem em 7/12

Em resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU), em 17 de outubro, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) reconheceu que não consegue atender aos pedidos de aposentadoria em todo o País. Para amenizar o problema, a resolução determina a criação de Centrais de Análise nas Gerências-Executivas do INSS, espalhadas pelo Brasil.

De acordo com o instituto, cada regional irá receber uma central. No Rio Grande do Sul, há gerências em Porto Alegre, Canoas, Novo Hamburgo, Caxias do Sul, Pelotas, Ijuí, Passo Fundo, Santa Maria e Uruguaiana. Porém, o INSS não informou quando as gerências começarão a funcionar no estado.

As Centrais de Análise irão funcionar com a realocação de servidores de cada gerência para atuar de forma exclusiva na análise e concessão de benefícios. As equipes irão atuar de forma remota nas suas agências de origem. Segundo reportagem do jornal Diário Gaúcho, a previsão é que a força de trabalho na análise de documentos aumente em mil servidores.

O INSS recomenda que os trabalhadores que já efetuaram o pedido do benefício devem aguardar a reposta da concessão da aposentadoria.

Uma nova regra para calcular as aposentadorias dos brasileiros entra em vigor no final deste ano, a partir de 31 de dezembro. Implementada por lei em 2015, a fórmula conhecida por 85/95 aumentará um ponto e se tornará a regra 86/96. Essa regra pode fazer o aposentado ganhar um benefício maior.

Esta medida dá ao cidadão a opção de escapar do fator previdenciário, criado para diminuir a aposentadoria antes dos 65 anos para homens e 60 para mulheres. Se a soma da idade do trabalhador com o seu tempo de contribuição for de 85 (mulheres) e 95 (homens), há a aposentadoria sem desconto.

A partir de dezembro, a mesma soma precisa alcançar 86 e 96. Esta fórmula irá aumentar gradualmente até 2026. De acordo com a Secretaria da Previdência Social, quem alcança a soma 85/95 neste ano pode se aposentar pela regra há qualquer momento, mesmo se pedir o benefício em 2019.

O cidadão pode conferir os requisitos para usar a regra pelo portal Meu INSS pelo item “Aposentadorias Urbanas”, na barra lateral esquerda do site. Pelo site o cidadão também pode dar encaminhamento ao pedido de aposentadoria. Se houver informações insuficientes, o INSS irá solicitar dados ao trabalhador.

Uma reportagem da GaúchaZH demonstrou cinco casos onde homens e mulheres estão com dificuldades no acesso à aposentadoria. O grande problema é a demora da Previdência Social no atendimento às solicitações. 

Em um dos casos citados na reportagem, o agricultor Edimar da Silva Duarte, com 62 anos, o pedido de aposentadoria foi feito em 18 de agosto de 2016 e a previsão era de ser atendido em 30 dias e a espera já dura dois anos.

Outra situação citada pela reportagem é a da agente de saúde Aurea de Oliveira, que aguarda ao atendimento de seu pedido desde dezembro do ano passado. A previsão de resposta era até o dia 12 de fevereiro, no entanto, quase sete meses depois ela continua aguardando. 

Conforme o INSS, segundo apuração da reportagem, mudanças no sistema de agendamento dos serviços e o fator de uma possível reforma da Previdência, aumentariam a quantidade de pedido de aposentadorias chegando nas agências. De acordo com o comunicado do INSS à reportagem, o órgão conta com apenas 46 servidores exclusivos para analisar os processos. Segundo o INSS, são realizados cerca de 38 mil atendimentos por mês nas agências de Porto Alegre, Alvorada e Viamão.

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) lançou uma plataforma que calcula o tempo de contribuição do trabalho e diz se já é possível pedir a aposentadoria por tempo de contribuição ou idade. A plataforma foi apresentada dias depois de o governo federal anunciar a suspensão da tramitação da reforma da Previdência (PEC 287/2016).

Chamado de Meu INSS, a simulação funciona apenas como um primeiro indício do direito de se aposentar, pois o segurado, ao visualizar a possibilidade do direito, deve entrar em contato com o INSS para saber se de fato pode receber o benefício.

Segundo o instituto, “é importante esclarecer que, se no resultado da simulação for informado que há ‘Vínculo com Pendência’, o segurado não precisa ir imediatamente a uma agência corrigir, uma vez que o vínculo já consta no cadastro do INSS e a análise da pendência já será tratada quando o segurado fizer o pedido de um benefício”.

Esta ferramenta busca automaticamente todas as informações e dados relativos ao trabalhador que estão registrados no sistema do INSS. No entanto, se o cidadão notar que falta algum dado específico, ele tem a opção de incluir manualmente.

O Meu INSS é uma plataforma criada para facilitar a vida dos segurados. A Central de Serviços permite fazer agendamentos e realizar consultas. O segurado acompanha todas as informações da sua trajetória de trabalho, como informações sobre contribuições previdenciárias, empregadores e períodos trabalhados.

Leia Também

Câmara de POA aprova projeto para inserir idosos no mercado de trabalho

Câmara de POA aprova projeto para i…

14 Nov 2018 Notícias de 2018

INSS começa a pagar a 2ª parcela do 13º salário

INSS começa a pagar a 2ª parcela do…

08 Nov 2018 Notícias de 2018

INSS cria centrais para agilizar pedidos de aposentadoria

INSS cria centrais para agilizar pe…

25 Out 2018 Notícias de 2018

O que é o Meu INSS - Advogada Jaqueline Coutinho

O que é o Meu INSS - Advogada Jaque…

19 Out 2018 Notícias de 2018

Mister da FETAPERGS vence concurso mundial

Mister da FETAPERGS vence concurso …

17 Out 2018 Notícias de 2018

Leia Também Notícias Filiados