Dec 01, 2020 Última Atualização em: 11:26 AM, Nov 30, 2020

Opinião: Os idosos na pandemia - Itamar Santos

Publicado em Notícias de 2020
Lido 110 vezes
Avalie este item
(0 votos)

O ano de 2020 está sendo histórico para a humanidade e aqui no RS, especialmente, para nós aposentados, aposentadas, idosos eidosas da FETAPERGS está sendo muito triste porque além de termos que resistir, enfrentar e sobreviver a tudo que estamos passando temos que nos consolarmos com as perdas irreparáveis de dois grandes amigos e diretores de nossa Federação. As perdas do nosso diretor secretário Paulo Alexandre Setti da Costa e do nosso presidente Léo Carlos Altmeyer são irreparáveis sentimentalmente, mas ao mesmo tempo as suas existências entre nós serão para sempre um exemplo de caráter e vontade de viver em prol do coletivo que muito bem representa a FETAPERGS. 

Os dados do IBGE (dados de 2019) apontam que somos 12,7 % da população dos gaúchos, ou seja, somos cerca de um milhão e meio de idosos acima de 60 anos. Além da vulnerabilidade clinica que o avanço da idade nos proporciona naturalmente, temos entre nós a maioria esmagadora de idosos e idosas em extrema vulnerabilidade social, os quais sobrevivem com apenas um salário mínimo nacional. Essa triste realidade está sendo cada vez mais agravada pela retirada de direitos sociais através dos inumeráveis ataques realizados pelo governo federal contra a classe trabalhadora brasileira onde estamos incluídos. 

O abandono social está agravado atualmente pelo problema sanitário causado por estes mesmos governantes tendo em vista que estamos em uma pandemia que já matou mais de 100 mil pessoas no Brasil. O Covid-19 está nos matando porque somos a parcela mais vulnerável da sociedade gaúcha pelos motivos aqui já apresentados. Os dados apresentados por órgãos governamentais apontam que na faixa entre 70 a 79 anos, o RS registrou mais mortes de homens idosos. Já acima de 80, o cenário se inverte, com mais mulheres vindo a óbito. Dos mais de 2 mil mortos por coronavírus do Rio Grande do Sul, 1.599, ou 79,31% tinham mais de 60 anos, dados que correspondem até o dia 3 de agosto, como aponta a divulgação diária da Secretaria Estadual de Saúde do RS. 

No estado, existem cerca de 800 ILPIs, sendo que 59 apresentaram surto e estão distribuídas em 27 municípios. As mortes ligadas a surtos em instituições de longa permanência de idosos (ILPIs) também causam preocupação: foram 74 mortes, de um total de 87 óbitos ligados a surtos em empresas e instituições de atendimento. Estes são dados oficiais fornecidos pela da SES RS entre as Instituições que tem registro junto aos órgãos públicos, mas sabemos que há muitas que não são legalizadas e que se transformam em verdadeiras armadilhas aos idosos do RS. Enquanto estivermos vivos estaremos nos organizando para que, juntos, possamos enfrentar as nossas batalhas de cada dia.

Deixe um comentário

Os campos com (*) são de preenchimento obrigatório.

Leia Também

Prova de vida do INSS é suspensa e retorna em 2021

Prova de vida do INSS é suspensa e …

30 Nov 2020 Notícias de 2020

Opinião: Os idosos na pandemia - Itamar Santos

Opinião: Os idosos na pandemia - It…

20 Nov 2020 Notícias de 2020

Lideranças do movimento lamentam perda de Léo Altmayer - Jornal 'A Voz do Aposentado'

Lideranças do movimento lamentam pe…

13 Nov 2020 Notícias de 2020

Fique atento às mudanças aos locais de votação no RS

Fique atento às mudanças aos locais…

13 Nov 2020 Notícias de 2020

Conheça os candidatos a vereador que fazem parte do movimento dos aposentados e pensionistas

Conheça os candidatos a vereador qu…

19 Out 2020 Notícias de 2020